Pular para o conteúdo

Duas pessoas da mesma família podem receber o Bolsa Família? Entenda a regra

Anúncio

O Bolsa Família retorna este ano com o governo Lula (PT). O valor base é de R$ 600 para as famílias em situação de vulnerabilidade econômica e social inscritas no Cadastro Único, plataforma de captação de dados usada para saber quais cidadãos atendem aos critérios dos programas sociais.

Anúncio

Com a troca do programa pelo Auxílio Brasil, durante o governo Bolsonaro, as regras determinadas pela antiga gestão possibilitaram que mais de uma pessoa da mesma família pudesse receber o auxílio. Contudo, essa prática é irregular.

Teoricamente, cada núcleo familiar tem direito a apenas uma parcela do benefício, o que deve ser reforçado ao longo deste ano. Inclusive, a nova gestão está em processo de análise cadastral para averiguar possíveis casos de irregularidade nesse sentido.

Bolsa Família: como funciona?

As novas regras oficiais do programa devem ser apresentadas ainda no mês de fevereiro. No entanto, algumas características principais já foram confirmadas por membros do atual governo.

Como citado acima, o valor mínimo do programa é de R$ 600 para cada família inscrita no CadÚnico. A partir do mês de março, os núcleos com crianças de até 6 anos poderão contar com até dois adicionais de R$ 150.